O “interruptor de esperma”, nome oficial Bimek SLV, criado pelo inventor alemão Clemens Bimek, desenvolvido para tornar os homens também responsáveis pela prevenção da gravidez, sem ter que fazer uma vasectomia que é uma maneira definitiva.

Funciona direcionando o fluxo do esperma de volta aos testículos quando ligado. Caso o homem deseje voltar a ser fértil, basta desligá-lo apertando o botão que fica implantado internamente no testículo, mas pode ser sentido externamente através da pele.

Suas vantagens é que esse método pode ser reversível, além de ser uma tecnologia livre de hormônios.

O Bimek SLV é colocado através de uma cirurgia que dura cerca de 30 minutos com uma anestesia local.

Durante a operação o canal espermático é seccionado e tem suas extremidades conectadas ao dispositivo, que fica inicialmente desligado, ou seja, permite a passagem do esperma. A estrutura volta, então, a ser colocada dentro do saco escrotal e o médico sutura o corte. Com o procedimento feito paciente já pode ir para casa.

Por até 3 meses ou 30 ejaculações depois de ligado o dispositivo é recomendado que o casal use outro método contraceptivo pois nesse período ainda há presença de espermatozoides no fluido ejaculatório.

Depois desse tempo, recomenda se que consulte um urologista, para que possa fazer um exame onde detecta a quantidade de esperma no sêmen.

Ainda não foi aprovado oficialmente, ainda precisa ser testado em seres humanos, para assim determinar com precisão seus efeitos e segurança antes de chegar ao mercado. Também o Bimek SLV precisará passar por checagens técnicas, certificação de produção, esterilização, entres outros.

Comentarios

Comentarios